divagações concretas concretudes abstratas

e um copo vazio está
cheio de ar

26.10.08

e aquele porto que era seguro
anda balançando mais que barquinho
no meio da tormenta
das duas uma:
ou encara a furia do mar ou
abandona o navio




e pelo andar da carruagem...








sobrou colete salva vidas?













:

3 comentários:

Anônimo disse...

tem dias q o barquinho tá ali, mas a névoa encobre parcialmente a visão
mas o teu Navio é tão alto e tão grande q não consegue ver isso
To de bote no mar
to pegando onda de peito
não faço questão do navio
pula
q a água tá ótima!

Di disse...

ai que lindo!!!

emocionou...
p q será?

alice disse...

é, mermão.
navegar é preciso.
viver também!

eu?

Minha foto
to correndo.sempre pressa.meio atrasado.ligação perdida.olhar atento.desculpa o atraso.to indo embora.quer carona?aqui desse lado,aqui..assim mesmo.meu fluminense e meus desejos.um beijo do seu.eu aqui em qualquer lugar aqui, espaço pra vazão a idéias. ficção criando uma verdade pseudo pessoal. "eu quero uma verdade inventada"

leia me

outras divagações


[alter]ego marginal

quantas?

free counter