divagações concretas concretudes abstratas

e um copo vazio está
cheio de ar

25.10.08

com todas as setas apontando um futuro de coisas inexplicáveis. um futuro onde tudo serve.qualquer coisa é legal.se tem um minimo de desprendimento e carisma,ja serve
quando todos os olhares estão concentrados nisso,
me afasto
me pego com as palavras
a simplicidade e o prazer das palavras
e o resto, sinceramente,perfumaria

2 comentários:

Diane disse...

futuro = uma palavra

escolha acreditar na incerteza
crie asas e se permita voar

que seja,
(se possuem a sua verdade)
através das palavras

A Menina Sem Século disse...

lá onde vc se afasta, não está tão vazio. eu tb estou buscando a simplicidade e o prazer das palavras. o resto FATO é perfumaria.

exercício diário anti perfumaria:

-inventar uma nova direção onde nenhum outro olhar está dando atenção.
-ser um futuro onde nem tudo serve.
-reelembrar que o que vem se chamando de "desprendimento e carisma" é disfarce e sinônimo de banal.
-Mandar um foda-se pro termo “legal” porque remete a qualquer coisa (e isso não é legal).
-ser simples: palavras são quando a gente é.

eu?

Minha foto
to correndo.sempre pressa.meio atrasado.ligação perdida.olhar atento.desculpa o atraso.to indo embora.quer carona?aqui desse lado,aqui..assim mesmo.meu fluminense e meus desejos.um beijo do seu.eu aqui em qualquer lugar aqui, espaço pra vazão a idéias. ficção criando uma verdade pseudo pessoal. "eu quero uma verdade inventada"

leia me

outras divagações


[alter]ego marginal

quantas?

free counter