divagações concretas concretudes abstratas

e um copo vazio está
cheio de ar

11.1.10

adauto tinha caído de um desfiladeiro de mais de trinta metros. perdido no meio da mata.
ficou desacordado por mais de vinte horas.
quando acordou,conseguiu ligar pro um nove tres dos bombeiros.
foi guiando a equipe de terra e de ar pelo celular.
quando ouviu o seu nome gritado pelo meio da mata teve certeza que enfim,foi achado
e que o pesadelo acabaria.
foi resgatado pelo helicopetero da policia militar.
no hospital, foi constatado que ele tinha inumeras fraturas pelo corpo
e uma suspeita de traumatismo craniano.
até no jornal da globo passou:
a plantonista do hospital: a situação é muito grave, eu posso dizer.
a esposa do adauto, senhora idosa, magra,com sinal do tempo exposto no rosto:
foi bom.ja imaginou se o celular não pegasse?foi sorte.

corta
risinho irônico do âncora.






:

2 comentários:

Hosana Lemos disse...

'adauto tinha caído de um desfiladeiro de mais de trinta metros.'

TRINTA METROS e não morreu?!
Caramba, esse aí tem um anjo da guarda poderoso!
:P

tatá. disse...

é
noticia de televisão.
parece ficção, mas

eu?

Minha foto
to correndo.sempre pressa.meio atrasado.ligação perdida.olhar atento.desculpa o atraso.to indo embora.quer carona?aqui desse lado,aqui..assim mesmo.meu fluminense e meus desejos.um beijo do seu.eu aqui em qualquer lugar aqui, espaço pra vazão a idéias. ficção criando uma verdade pseudo pessoal. "eu quero uma verdade inventada"

leia me

outras divagações


[alter]ego marginal

quantas?

free counter